quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Ser Terapeuta...

Ser Terapeuta é basicamente uma função do AMOR,e o amor somente flui quando não há ego. 
Você só pode ajudar o outro na medida em que você não é egoísta. No momento em que o ego entra, o outro se torna defensivo.


O ego é agressivo; ele cria uma necessidade automática no outro de ser defensivo.


O AMOR é não agressivo, ele ajuda o outro a permanecer vulnerável, aberto, não defensivo. 


Portanto, sem AMOR não há Terapeuta.


O AMOR relaxa o outro.
O AMOR dá confiança,ao outro.
O AMOR banha o outro,cura suas feridas.


(Osho)

0 comentários:

Postar um comentário