quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Seu Verdadeiro EU


A meditação é simplesmente um artifício para torná-lo consciente de seu verdadeiro eu - que não é criado por você, que não precisa ser criado por você, porque você já é. Você nasceu com ele. Você é ele! Ele precisa ser descoberto. Se isso não é possível, ou se a sociedade não permite que isso aconteça - e nenhuma sociedade permite que aconteça, porque o eu verdadeiro é perigoso: perigoso para a igreja estabelecida, perigoso para o estado, perigoso para a multidão, perigoso para a tradição, porque quando um homem conhece seu eu verdadeiro, ele se torna um indivíduo. Ele não faz mais parte da psicologia das massas; ele não será supersticioso, e não poderá ser explorado e guiado como gado, ele não poderá ser ordenado e comandado.

          Ele viverá de acordo com sua luz; ele viverá de sua própria interioridade. Sua vida terá uma extraordinária beleza, integridade. Mas é este o medo da sociedade.
         Pessoas integradas tornam-se indivíduos e a sociedade não quer que vocês sejam indivíduos. Em vez de individualidade, a sociedade ensina-lhe a ser uma personalidade. A palavra "personalidade" tem que ser entendida. Vem da raiz persona - persona significa "máscara". A sociedade lhe dá uma ideia falsa de quem você é; dá-lhe apenas um brinquedo, e você permanece agarrado ao brinquedo toda a sua vida.

          No meu modo de ver, quase todos estão no lugar errado. A pessoa que teria sido um médico tremendamente feliz é um pintor, e a pessoa que teria sido um pintor tremendamente feliz é um médico. Ninguém parece estar no lugar certo; é por isso que toda esta sociedade está em tamanha confusão. A pessoa é dirigida por outros; não é dirigida por sua própria intuição.

          A meditação ajuda-o a desenvolver sua própria faculdade intuitiva. Torna-se muito claro o que é que vai satisfazê-lo, o que é que vai ajudá-lo a florescer. E seja o que seja, vai ser diferente para cada indivíduo - isto é o que significa a palavra "indivíduo": cada um é único. E buscar e tentar encontrar sua singularidade é uma grande emoção, uma grande aventura.


Osho

0 comentários:

Postar um comentário